Ao longo dos últimos meses tenho ganho a consciência de como, para os leitores, os avisos de gatilhos nos livros são importantes. Tendo refletido sobre esta temática e procurando, a cada história, uma introspeção nos leitores e em mim, achei por bem que devia honrar e levar este compromisso com os leitores e indicar os gatilhos no meu novo livro, o Dislike.

Irei procurar levar esta iniciativa a todas as minhas histórias, quer atuais, quer passadas, mas acho importante explicar-vos o que são estes trigger warnings e, no caso de serem autores, como podem ajudar no vosso trabalho. Irei também partilhar convosco uma lista que traduzi para português e que foi baseada na página Book Trigger Warnings.

O que são os avisos de gatilhos?

A vida é dura, sim, e estamos longe de a viver com a consciência de todas as dificuldades que iremos encontrar. Porém, se existe algo que conseguimos ter controlo é nos livros que queremos ler. Se isto acontece, torna-se importante que o leitor tenha a noção dos principais temas da história.

Mas porquê? A resposta é simples: por uma questão de sensibilidade e empatia para situações que podem ser sensíveis para quem lê. É certo que um livro sobre violência (seja ela de que tipo for) pode não ter impacto para mim a nível emocional/psicológico. Contudo, para outros leitores, esta situação pode ser o inverso, e aquilo que seria uma leitura prazerosa, deixa de o ser. A experiência fica arruinada e aquele livro, que deveria ser uma forma de escape da realidade, está-nos a puxar negativamente para ela.

Os trigger warnings/gatilhos/avisos

Popularmente conhecidos na comunidade literária como trigger warnings, estes avisos servem para avisar o leitor de certo conteúdo nos livros e que poderá ser difícil/sensível psicossocialmente para ele.

Isto é algo que acontece na indústria dos jogos, filmes e séries, com plataformas como a Amazon a ter, especificamente para cada episódio de uma série, os diferentes trigger warnings, sendo que os mais frequentes são: violência, violência sexual, nudez, linguagem imprópria.

Mas isso não revela detalhes da história?

Esta era a minha grande questão e, após ler algumas publicações online, compreendi que a inclusão está longe de dar spoilers. De revelar os detalhes da narrativa principal, secundária, da personalidade das personagens e os diversos momentos ou ações, até porque alguns dos avisos podem remeter a diálogos ou linhas de pensamento e não à generalidade da obra.

A inclusão destes avisos é ainda uma forma de liberdade, de dar poder de escolha ao leitor entre o ler os avisos ou ler sem os ter em conta. Isto possibilita que os leitores tenham uma leitura prazerosa, que tenham gosto e que se podem envolver-se inteiramente como a leitura.

Que avisos existem?

São diversos, e amplas as listas, mas todas se resumem a estes pontos e que agora partilho convosco na tentativa de espalharmos a palavra na importância destes avisos:

Ableísmo
Aborto
Aborto espontâneo
Abuso de animais
Abuso de género
Abuso emocional
Abuso físico
Abuso infantil
Abuso sexual
Acidente de carro
Agressão sexual
Agulhas
Álcool
Alcoolismo
Alucinações
Amputação
Ansiedade
Antissemitismo
Aranhas
Assalto
Assassinato
Assédio moral
Assédio sexual
Automutilação
Branding
Brutalidade
Brutalidade policial
Bullying
Cancro
Canibalismo
Capacitismo
Cenas sexualmente explícitas
Cobras
Cultos
Decapitação
Demónios
Depressão
Desordem alimentar
Discurso contra minorias
Discurso de ódio
Divórcio
Doenças/ Doença terminal
Drogas
Envenenamento
Escravidão
Esqueletos
Estigma à Prostituição
Fatfobia
Fogo
Fome
Fome
Genocídio
Gravidez
Guerra
Homofobia
Hospitalização
Incesto
Infertilidade
Lesbofobia
Linguagem imprópria
Misoginia
Morte
Morte animal
Morte de criança
Oculto
Ossos
Parto
Pedofilia
Perseguição/Stalking
Preconceito de idade
Profanidade
Prostituição
PTSD (Stress Pós-Traumático)
Queerfobia
Racismo
Reféns
Referências ao diabo
Relacionamento abusivo
Sangue
Sangue
Sequestro
Sexismo
Suicídio
Tentativa de homicídio
Tentativa de violação
Terrorismo
Tiroteio na escola
Tortura
Toxicodependência
Traidor
Transfobia
Violação
Violência
Violência armada
Violência verbal
Vómito

Com adaptações à língua portuguesa e a uma nova realidade, acabei por incluir mais avisos na lista e uma referência a vírus/COVID19. Todavia, podem consultar a lista original e em inglês caso vos faça sentido colocar os avisos noutro idioma e adaptar à vossa escrita.

2 thoughts on “Devem os livros ter avisos de gatilhos (trigger warnings)? Como o faço?

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.